MENU
Palau de Congressos de Girona 6, 7 e 8 de junho 2018 18 Palestrantes 1200 Assistentes

II Congresso da Coleção Filosofia y Derecho: Congresso Mundial sobre Raciocínio Probatório

Organizado em Girona em 2010, o Primeiro Congresso da coleção Filosofía y Dercho publicado pela editorial Marcial Pons, que reuniu mais de 350 participantes e 12 palestrantes sobre o tema "A neutralidade e Teoria do Direito".
Agora, por ocasião da publicação do número do volume 100, apresentamos o II Congresso da coleção: o Congresso Mundial de Raciocínio Probatório. O evento reunirá os principais especialistas de quatro continentes que vão debater as questões de raciocínio de prova no processo judicial. Uma das grandes atrações da conferência é discutir o raciocínio probatório a partir da perspectiva específica das diferentes tradições e culturas jurídicas.
As línguas oficiais do Congresso serão o espanhol e o Inglês, teremos tradução simultânea.
Vemo-nos em Girona! 
                  
Inscrição em http://bit.ly/2oQjpXP

Palestrantes

Ronald J. Allen

Mauricio Duce

Advogado pela Universidade Diego Portales (1992) e Mestre em Direito (J.S.M) da Universidade de Stanford, EUA (1999). Professor da Faculdade de Direito da Universidad Diego Portales, Co-Diretor do Programa de Mestrado em Direito Penal e Processo Penal e diretor do programa de Reforma Processual e Contencioso dele. Entre 1994-1996 foi secretário da equipe técnica que elaborou as contas que compõem a reforma processual penal chilena e, em seguida, entre 1996 e 2000 assessor do Ministério da Justiça sobre o assunto. Lecionou em várias universidades da América Latina e dos Estados Unidos e autor de numerosas publicações no Chile e no exterior sobre a justiça penal, processo penal, justiça juvenil e novos métodos de lei ensino. Atualmente é Professor da Faculdade de Direito da Universidade Diego Portales, onde trabalha desde 1992 e, desde março de 2017, também assumiu o cargo de presidente executivo do centro de pensamento chileno Espacio Público. 

Gary Edmon

Gary Edmond é um professor de Direito na Faculdade da Universidade de New South Wales, Austrália, onde dirige o Experience Programa, Lei Evidência e Pesquisa Professor na Faculdade de Direito da Universidade de Northumbria Lei , Reino Unido. Formado em história e filosofia da ciência no começo, depois estudou Direito na Universidade de Sydney e obteve um doutorado em Direito pela Universidade de Cambridge. É um expoente ativo e importante no direito da prova na Austrália, Inglaterra, Estados Unidos e Canadá. Membro do Conselho da Academia Australiana de Ciências Forenses, Forense membro do comitê Science of Standards Australia, o comitê editorial do Australian Journal of Forensic Sciences. Ele também foi um consultor internacional Goudge Pesquisa em Patologia Forense pediátrica em Ontário (2007-2008). Co-autor junto com Andrew de Ligertwood de Australian EvidenceA principled approach to the common law and the uniform acts (6th ed. LexisNexis, 2017).

Jordi Ferrer

Professor de filosofia do direito na Universidade de Girona (Espanha) e diretor da Cátedra de Cultura Jurídica da mesma universidade. As regras de concorrência previamente publicados. Um aspecto da dinâmica legais (2000), Teste e da verdade na lei (2002), a avaliação racional das evidências (2007), com Jorge Rodríguez, hierarquias regulamentos e dinâmica dos sistemas legais (2011) Motivação e racionalidade teste (2016). Ele foi co-editou a Lei três volumes da série, política e moral: Perspectivas Europeia (2003, 2006 e 2007) Secularismo da Lei (2010), The Logic of Requisitos Legais: Ensaios sobre derrotabilidade Legal (2011), O Realismo Jurídico Genovese (2011) e legal segurança e democracia na América Latina (2015). Ele também publicou uma série de artigos em revistas como Rechtstheorie, Associations, Analisi e diritto, Ragion Pratica, Legal Theory, Law and Philosophy, Teoría Política e Isonomía, entre outras.
 

Daniel González Lagier

Professor de Filosofia do Direito da Universidade de Alicante. Co-secretário da revista Doxa e co-diretor da coleção "Law and Literature", publicado pela Marcial Pons. Ele lecionou em várias universidades americanas espanhol, italiano e latim sobre questões relacionadas com a teoria da ação, teoria da prova, fundamentos de responsabilidade e neurociência e direito. Suas publicações incluem “Los hechos bajo sospecha. La objetividad de los hechos y el razonamiento judicial” (2000), “Acción y norma en G.H. von Wright”, “G.H. von Wright y los conceptos básicos del Derecho” (2001), “The Paradoxes of Action” (2003), "Hechos y argumentos" (2003), "Emociones, responsabilidad y Derecho" (2009), "Quaestio Facti. Ensayos sobre prueba, causalidad y acción" (2005 y 2013), "Estudios sobre prueba" (2006), "Neurociencia y proceso judicial" (2013)  numerosos trabalhos en livros colectivos e revistas.

Marina Gascón

Professora de Filosofia do Direito na Universidade Castilla-La Mancha, Espanha, onde dirige o Mestrado em Direito da Saúde e Bioética. O seu trabalho de pesquisa tem focado principalmente em questões de filosofia política, bioética, da justiça e da teoria constitucional de argumentação, especialmente nos problemas de prova legal.

Ho Lai Hock

É professor Amaladass de Justiça Criminal da Universidade Nacional de Cingapura. Formou-se em Direito nessa mesma universidade (LLB) em 1989, obteve o seu BCL de pós-graduação da Universidade de Oxford em 1993 e seu doutorado na Universidade de Cambridge em 2003. É tambem membro da Supremal Corte de Cingapura desde 1990. Seus focos de pesquisa são principalmente a lei e a teoria da prova, testes e administração da justiça criminal.

Dale A. Nance

É o John Homer Kapp professor de Direito na Universidade Case Western Reserve. Dr. Nance é especialista em direito probatório, direito internacional privado e teoria jurídica geral. Entre suas obras mais recentes é destaca-se a monografia, BURDENS OF PROOF: DISCRIMINATORY POWER, WEIGHT OF EVIDENCE, AND TENACITY OF BELIEF (Cambridge University Press 2016), que fornece uma teoria sobre as duas cargas diferentes de prova no direito anglo-americano e contextualiza o tema do seu anterior trabalho sobre no probatório nos dois componentes de um sistema processual concebido para compensar a defesa partidária na seleção e apresentação de provas, em vez das ferramentas para controlar a irracionalidade esperado do jurado. 

Michele Taruffo

Membro do grupo de pesquisa da Cátedra de Cultura Jurídica da Universidade de Girona. Foi professor titular (catedrático) na Università degli Studi di Pavia e professor visitante na Universidade de Cornell (1994-1996) e na Universidade da Pensilvânia (1997) e do Hastings College of the Law  na  Universidade de Califórnia. Tem dado aula em vários eventos acadêmicos na Europa, América Latina e China. É membro de distintas associações  de direito processual e direito comparado, entre outros,  do American Law Institute, do Bielefelder Kreis e do Board of Advisors of the new Evidence and Forensic Science Institute (Pekin). Entre suas muitas publicações destacam: Studi sulla rilevanza della prova (Pádua, 1970), La civile motivazione della sentenza (1975), Il Processo Civile "adversário" nell'esperienza Americana (1979), Il Vertice ambígua. Studi civile sulla Cassazione (1991), La prueba de los hechos (2002), Sui confini. Scritti sulla Giustizia Civile (2002), La Prueba, (2008) y Proceso e decisión (2012).

Carmen Vázquez

Professora de Filosofia do Direito da Universidade de Girona e pesquisadora da Cátedra de Cultura Jurídica da mesma universidade. Fez estadias de pesquisa no “Instituto de Investigaciones Filosóficas” UNAM (México) na Universidade de Miami e na Universidade Northwestern. Tem participado em vários projectos de investigação diferentes em Espanha e em muitos eventos acadêmicos na Europa e América Latina. Entre as suas publicações destacam: “De la prueba científica a la prueba pericial” (2015), “La admisibilidad de las pruebas periciales y la racionalidad de las decisiones judiciales” (2015), “El perito de confianza de los jueces” (2016), “La prueba pericial en la experiencia estadounidense. El caso Daubert”. Ha editado “Estándares de prueba y prueba científica” (2013) y co-editado “Debatiendo con Taruffo” (2016). Es co-traductora de “Verdad, error y proceso penal” (2013) de Larry Laudan and traslator of “Perspectivas pragmatistas” (em premsa) de Susan Haack. 

Baosheng Zhang

Baosheng Zhang é professor de direito e ex-vice-presidente da Universidade China de Ciência Política e Direito (CUPL), Pequim. Dr. Key Laboratory of Evidence of Science (CUPL), Co-Diretor do Ministério da Educação da China, no Centro de Innovação calaborativa de Civilização Judicial, Ministério da Educação e Ministério das Finanças, China. Professor de direito na Universidade Renmin da China. Ele é um especialista reconhecido nacionalmente nas áreas de direito da prova, direito processual penal e filosofia do direito. Publicou dez livros e numerosos artigos nas principais publicações de lei do país. Tem sido citado na revista de direito mais importante do país e em jornais nacionais, muitas vezes em questões que vão desde o litígio ao direito da prova em justiça criminal.